Uma das vítimas resgatadas no Rio Grande do Sul é menor de idade. Trabalhadores atuavam no corte de lenha e sobreviviam sob condições insalubres

A Polícia Federal, em apoio ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), resgatou, na noite desse sábado (1°), quatro trabalhadores argentinos em condição análoga à de escravidão, no município de Nova Petrópolis (RS). Uma das vítimas é menor de idade.

As diligências iniciaram após a Polícia Federal receber informações da Brigada Militar de que trabalhadores que atuavam no corte de lenha em uma propriedade rural haviam sido abandonados pelos empregadores e estavam sem recurso para alimentação e estadia.

Policiais federais, militares e fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego se deslocaram até o local indicado e encontraram os trabalhadores, acampados na mata, em condições insalubres, sem água potável, sem banheiros, sem energia elétrica e totalmente desassistidos.

Um homem, que estava responsável pelas atividades dos trabalhadores argentinos, foi preso em flagrante por redução à condição análoga à escravidão, prevista no artigo 149 do Código Penal. Ele foi conduzido à Polícia Federal em Caxias do Sul e será encaminhado ao Sistema Penitenciário, permanecendo à disposição da Justiça Federal.

Fonte: Rede Brasil Atual

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 9 =