CEE cobra aumento de cursos na Universidade Caixa

Além da ampliação da oferta de programas de formação, representação dos empregados quer fortalecimento da instituição

Uma comitiva formada por membros da Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal vai à Brasília, nesta terça-feira (13), para realizar uma visita institucional à Universidade Corporativa Caixa e pedir a ampliação da oferta de cursos e programas de formação e o fortalecimento da instituição.

A Universidade Caixa deve não apenas disponibilizar os cursos, mas manter programas de formação que permitam que as pessoas estudem com calma, de preferência presencialmente, assimilem os conhecimentos e os utilize para seu desenvolvimento profissional e pessoal e para a melhoria do atendimento dos clientes e de toda a população brasileira, sobretudo das pessoas mais carentes, que dependem dos programas sociais do governo federal”, disse a coordenadora da CEE/Caixa, Fabiana Uehara Proscholdt. “O fortalecimento da Universidade Caixa é necessário porque a gestão anterior quase a inviabilizou com o desmantelamento de todos os processos de formação”, acrescentou.

Gestão de pessoas

Os membros da CEE vão aproveitar a viagem para conhecer a nova estrutura da Vice-presidência de Pessoas da Caixa. “Queremos uma gestão de fato humanizada e a área de pessoas é a que lida com as questões relacionadas ao dia a dia de trabalho dos colegas. É urgente a revisão dos processos para diminuir o adoecimento, especialmente os decorrentes de assédio em razão das metas”, observou a coordenadora da CEE. “Estamos cobrando todas as reivindicações tiradas durante nosso último Conecef (Congresso Nacional dos Empregados da Caixa), que já haviam sido encaminhadas no ano passado, mas foram menosprezadas pela antiga gestão. Temos que avançar, com as negociações”, completou.

Fonte: Contraf

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

três × três =